Com poucas cores podemos realizar a pintura de uma tela, não havendo necessidade de uma enorme gama de cores. Vejamos agora quais são as mais necessárias, aquelas com as quais é possível solucionar praticamente qualquer tema.

Cor Branca

Cores Básicas da Palheta

Da cor branca devemos ter um tubo maior do que das outras cores. Necessitamos da cor branca para fazer os tons claros das mesclas das outras cores, por isso o branco se gasta em grande quantidade. Ao comprar sua tinta branca, é melhor escolher um tubo do tipo profissional, com tinta bem mais densa que a amadora. Para as outras cores isso não é necessário.

Grupos de Cores

As cores podem agrupar-se como brancos, amarelos, vermelhos, azuis, verdes, marrons e negros. Como branco aconselhamos o Branco de Titânio, mais adequado por sua baixa toxidade e sua média velocidade para secar. Dentro do grupo dos amarelos, os de cádmio (limão e médio) e o amarelo ocre são suficientes. Trabalharemos com os seguintes vermelhos: o Vermelho de Cádmio, o Carmim e o Terra de Siena Queimada. Como azuis, usaremos o Cobalto e o Ultramar. Com o Verde Esmeralda e o Verde-Claro já temos o bastante. O negro mais indicado é o Negro de Marfim.

Um Bom Amarelo e um Bom Vermelho

Cores Básicas da Palheta

Convém contar com um bom amarelo e um bom vermelho para assegurarmos mesclas mais limpas e luminosas. Sugerimos os amarelos e os vermelhos de cádmio. De cada uma destas cores escolhemos um claro e outro mais escuro.

Cores de Terra

Cores Básicas da Palheta

Entre as cores conhecidas como cores de terra se encontram o Amarelo Ocre, o Terra de Siena Queimada e o Terra de Sombra Queimada. Do Terra de Siena Queimada se diz que é um “vermelho sujo”. O Terra de Sombra Queimada é um marrom escuro, muito escuro, quase preto. Entre os “terras”, usamos muito também o Terra de Siena Natural .

Azuis

Cores Básicas da Palheta

Para pintar é conveniente usarmos dois azuis bem distintos. O Cobalto que é um azul mais suave e sutil que o Ultramar, mas com poder de escurecimento mais limitado. Bom para pintar céus e para toques frio em tons de carne. O Ultramar que é usado puro é uma cor muito escura. Tem bom poder tonal e mistura-se perfeitamente com outras cores.

Verdes

Cores Básicas da Palheta

O Verde Esmeralda é indispensável em qualquer palheta. É o verde mais versátil. Se você for começar comprando apenas um verde, opte por este. Quando puro, não parece um verde muito natural, mas é ótimo para misturas. Se dispusermos também de um verde-claro, poderemos pintar qualquer tema de paisagem com vegetação.

Negro-de-Marfim

Cores Básicas da Palheta

É um preto forte e profundo, que pode ser usado para escurecer outras cores, se bem que esta não é necessariamente a melhor forma de escurecimento. Às vezes obtêm-se melhores resultados co misturas de outros matizes escuros.

Concluindo, podemos dizer que não existe uma cor exata para pintar uma maçã ou uma árvore. Involuntariamente, o artista tende a relacionar uma cor com um objeto concreto. Por exemplo, ao pensar numa maçã, vem-lhe na mente a cor vermelha ou verde, o que não corresponde à verdade. A cor de qualquer objeto compõe-se, por sua vez, de muitas outras cores; além disso, é a luz que envolve esse objeto que faz com que uma cor tenha um determinado tom.